Friday, August 11, 2006

- Eh, pá! Esgalha-me aí um desenho!


- Eh, pá! Esgalha-me aí um desenho!
É assim que, por vezes, alguns bimbos - muito bem intencionados, por vezes – me interpelam. E, perante o meu ar de surpresa, voltam muitas vezes à carga: - Tu fazes isso na maior, vá lá!
Como se, penso eu depois, em revolta, eu me permitisse ir a um restaurante e reclamar que me esgalhem um bitoque! Lá que é a sua especialidade, até é...
Quando me encontro em sessões de autógrafos, sempre me esforço por fazer o melhor e mais imaginativo dos bonecos para cada um dos meus leitores, embora fique sempre com a sensação de que falhei o “boneco” redondamente...
Não que me console especialmente, mas lembro-me bem de um encontro – o único que tive – com o grande virtuoso Jayme Cortez, para o entrevistar, nos idos da década de 80, para a revista Cadernos da BD. Quando lhe pedi uma imagem original para figurar com o sdito texto, o senhor bem que se esforçou, fazendo duas tentativas falhadas, acertando á terceira; a imagem que ilustra este post é referenta á primeira tentativa: desanimado, o artista não passou da cara de uma figura feminina... Suapirando, desistiu e tomando uma segunda folha, não foi também muito longe num outro desenho, até acertar num que finalmente concluiu, com esforço, e que nem sequer é das mais interessantes das ilustrações que o vi fazer...
Afinal, há dias assim: por mais que se esgalhe, a inspiração e o talento não estão presentes...

P. S. – Não que tenha nada directamente a ver com o assunto, mas depois destes desenhos o autor partiu para o seu lar no Brasil, onde morreu poucos meses depois...

2 Comments:

Anonymous Anonymous said...

- Eh, pá! Esgalha-me aí um desenho!
É assim que, por vezes, alguns bimbos - muito bem intencionados, por vezes – me interpelam.--------------->És o meu ídolo pah!!Mete os desenhos tu sabes bem onde...!!!

8:07 AM  
Blogger Toonman said...

Picasso estava uma vez na praia a desenhar. foi interpelado por uma senhora que o reconheceu. "Você não é o picasso? faça-me o meu retrato!"
"Com certeza"-respondeu o pintor. E a senhora sentou-se em pose e ele ficou ali um bocado a olhar. Passado um pouco abriu o bloco, e com um unico traço do pincel capturou toda a essência da senhora. "Fantástico-disse ela-sou mesmo eu! Quanto quer pelo retrato?"
"500.000 dolares"-disse-lhe.
"Tanto??? Mas você só demorou dez segundos a fazer isso..."
"Não, minha senhora, demorei a minha vida inteira..."

5:22 PM  

Post a Comment

<< Home